Réveillon 2022: Festas privadas em hotéis, restaurantes e cartões-postais do Rio, como Morro da Urca e Cristo Redentor, lotam na virada do ano


RIO — Depois de o réveillon de 2020/2021 ter ocorrido sem grandes festas, cariocas e turistas parecem ter resolvido compensar na virada para 2022, provando que este não foi igual àquele que passou. As festas privadas realizadas em hotéis, restaurantes e cartões-postais da cidade, como Morro da Urca e Cristo Redentor, ficaram abarrotadas. Muitos ingressos esgotaram semanas e até meses antes de dezembro chegar. Esses espaços deram lugar a comemorações exclusivas, com direito a shows de nomes famosos, como Lulu Santos e Jorge Aragão.

Choveu dinheiro: Hóspede joga notas de R$ 50 e R$ 100 da varanda de hotel em Copacabana; veja o vídeo

Se no ano passado muitos dessas festas foram realizadas com testes de Covid-19 realizados na porta, este ano bastou apresentar o comprovante de vacinação para curtir o réveillon ao lado da família e de amigos. À meia-noite, foram muitos os pedidos “saúde para dar e vender”. O clima de alto-astral dominou as festas na cidade e teve o sentido de deixar para trás o caos e as perdas causados pela pandemia e a esperança de um ano melhor.

Do Morro da Urca, os convidados assistiram com perfeição à queima de fogos da Praia de Cocapabana, com a ajuda do vento. Já os que estavam no Pão de Açúcar tiveram a chance de ver a queima de fogos de Copacabana, a mais famosa do mundo, a quase 400m de altura. Ao admirarem os fogos espocarem no céu, muitos casais fizeram juras de amor eterno. O réveillon por lá foi dividido entre três categorias diferente:  Morro da Urca, Mirante Vip e Gourmet Experience, a última com acesso ao Pão de Açúcar. Os ingressos custaram entre R$ 700 e R$ 2.090, sendo que os mais caros esgotaram primeiro. Depois da virada, Jorge Aragão, uma das lendas do samba, não deixou os convidados desanimarem. A bateria da Mangueira, acompanhada de passistas, ajudou a manter o clima carnavalesco.

Por que parou?Transmissão de DJ da prefeitura do Rio para o réveillon é derrubada do Youtube

Beleza vista do alto: queima de fogos em Copacabana vista da festa no Morro da Urca Foto: Fabio Rossi / Agência O Globo
Beleza vista do alto: queima de fogos em Copacabana vista da festa no Morro da Urca Foto: Fabio Rossi / Agência O Globo

Na área do Pão de Açúcar em que os convidados desfilavam com tacinhas de plástico do champanhe Veuve Clicquot, a engenheira Danielle Peraza comemorava a chegada de 2022 e a primeira viagem da família na pandemia.

— Íamos passar a virada de 2020 para 2021 no Rio, mas na última hora cancelamos tudo por conta da pandemia. Agora, é muito bom sentir esse vento de liberdade. Essa viagem também foi um presente de 18 anos para a minha filha, Arielle.

Os turistas escoceses Russel Macher e Stewart Hay receberam 2022 como manda a tradição deles: de kilt, que chama atenção dos brasileiros. Pela primeira vez no Rio, eles faziam parte de um grupo de estrangeiros que veio tambem da Grécia e da Alemanha.

Em cima do lance: A poucas horas do réveillon, bombeiros liberam queima de fogos em todos os pontos do Rio

Já o Hotel Nacional, que cedeu espaço para a festa White Rooftop,  teve uma cascata de fogos de artifício de 50 metros, que fez lembrar a do antigo Hotel Le Meridien (atual Hilton), uma atração de Copacabana que começou em 1987 e foi até o início dos anos 2000. No Nacional, as luzes dos fogos rodearam os 31 andares do prédio, em um total de 50 metros, sendo vista de diversos pontos de São Conrado. Teve também um jogo de luzes que projetou uma contagem regressiva gigante na fachada.  A ânsia pela festa foi tanta que, segundo os organizadores, os ingressos se esgotaram em novembro. No dia 24 de  de agosto, os que foram disponibilizados em pré-venda por R$ 720 terminaram em meia hora. Já os ingressos dos lotes extras foram vendidos por R$ 1.650. No ano passado, a festa também aconteceu, mas com testes de Covid-19 realizados na porta.

Adeus 2021: Tarólogo, numeróloga e astróloga fazem previsões

No Cristo Redentor, o ano de 2022 foi recebido com a Vigília pela Paz e Sustentabilidade, que começou às 21h de ontem.  Neste ano, a celebração teve a presença de 90 pessoas em situação de vulnerabilidade social que nunca tiveram a oportunidade de visitar o Santuário, além de pessoas de instituições sociais. A Vigília também foi um agradecimento a todas as pessoas que participaram do 90º aniversário do monumento ao Cristo Redentor. Logo depois, por volta das 21h30m, começou o Terço do Redentor.  Às 23h, terá início a Santa Missa, presidida pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta. E daí foi realizado um brinde com água da Floresta da Tijuca. O reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar, também abençoou a cidade:

— O olhar do Redentor está voltado para a Cidade Maravilhosa. Não podemos deixar de retribuir esse divino olhar voltando nossa atenção aos mais vulneráveis e identificando sempre novas oportunidades para a consolidação dos valores que acreditamos. O Cristo Redentor em 2022 dará sentido à vida de todos nós, provocando a perfeita aplicação do desenvolvimento sustentável em nossa sociedade.

Ano novo com vacina: Cariocas aproveitam postos de vacinação em Copacabana para completar imunização antes de 2022

Tudo foi transmitido ao vivo por canais YouTube do Cristo Redentor e do padre Omar.

A partir da 0h45, os convidados do Réveillon Paineiras, que pela primeira vez ocorreu no Centro de Visitantes do Cristo, puderam acessar a área do monumento. Lulu Santos foi a grande atração da noite, logo após a virada. A festa teve ainda shows de Theo Bial, Marcelo Serrado e Samba de Vinil. Pela primeira vez, foi possível ver o nascer do sol do primeiro dia do ano sob as bençãos do Cristo Redentor.

No tradicional Copacabana Palace, os convidados viram o show de fogos após um jantar refinado. Eles se despediram de 2021 com ceias oferecidas nos restaurantes Pérgula, à beira da icônica piscina do hotel, e Cipriani, italiano foi premiado, duas vezes consecutivas, com uma estrela no prestigiado Guia Michelin. O chef Nello Cassese preparou um menu degustação, que foi harmonizado com bebidas selecionadas pelo sommelier do hotel, Ed Arruda. Os preços por pessoa para a festa variaram entre R$ 3.850 e R$ 4 mil. Na hora dos fogos, todos disputaram um espaço na varanda.

Já na cobertura do hotel Pestana, também em Copacabana, aconteceu o BMW Rooftop, com direito a área gourmet, drinques, cerveja e espumante a noite toda, além de palco para shows e DJs. No Fairmont, com vista privilegiada para a orla de Copacabana e o Pão de Açúcar, a comemoração foi embalada por shows de artistas variados, à beira da Infinity Pool. O jantar, pilotado pelo chef francês Jérôme Dardillac, contou com bebidas, de caipirinha ao champanhe Perrier Jouet. Tudo incluído no pacote de R$ 3 mil.  No Jockey Clube, na Gávea, o clima foi de carnaval. A festa teve shows do Monobloco, Chora Me Liga, Primeiro Amor e DJ Zullu.



Source link

Leave a Comment