Have Not Received Alec Baldwin’s Cell Phone Despite Search Warrant Says Police In Movie Shooting Case


Não recebi o celular de Alec Baldwin apesar do mandado de busca: Polícia

A polícia está investigando como munição real poderia estar presente no set

Os anjos:

Detetives norte-americanos disseram na quinta-feira que ainda estão esperando pelo celular de Alec Baldwin, apesar de terem obtido um mandado no mês passado, enquanto reúnem evidências sobre o tiro fatal de um diretor de fotografia no set de filmagem “Rust”.

Baldwin estava brandindo uma arma Colt durante um ensaio para o western de baixo orçamento que estava sendo filmado no Novo México em outubro, quando disparou uma bala ao vivo, matando Halyna Hutchins.

A polícia está investigando como munição real poderia estar presente no set, o que é estritamente proibido na indústria cinematográfica justamente para evitar tal acidente.

Os investigadores obtiveram um mandado em meados de dezembro para o telefone de Baldwin, dizendo que “pode ​​haver evidências no telefone” que podem ser “materiais e relevantes para esta investigação”, citando várias mensagens de texto e e-mails enviados de e para Baldwin sobre a produção de ” Ferrugem.”

Baldwin, 63, foi a estrela e produtor do filme.

O mandado dizia que Baldwin havia trocado e-mails com o armeiro do filme sobre o tipo de arma a ser usada na cena.

“Até o momento, o telefone celular não foi entregue às autoridades”, disse o escritório do xerife do condado de Santa Fe em comunicado.

Os investigadores entraram em contato com os advogados de Baldwin para obter o telefone, mas sem sucesso. O gabinete do xerife então procurou a ajuda do promotor distrital de Santa Fé, que começou a negociar para que o ator entregasse seu telefone voluntariamente, “devido a preocupações jurisdicionais”, disse o comunicado.

Baldwin postou um vídeo desconexo no fim de semana em que insistia que estava cumprindo a investigação sobre a morte de Hutchins.

“Qualquer sugestão de que eu não estou atendendo a pedidos, ordens, exigências ou mandados de busca sobre meu telefone é besteira, é mentira”, disse ele.

Baldwin disse que as autoridades do Novo México tiveram que se coordenar com as autoridades do estado de Nova York, onde ele mora, para obter o telefone. “Esse é um processo que leva tempo.”

Os investigadores ainda não apresentaram acusações criminais sobre a tragédia e se recusaram a descartar acusações contra qualquer pessoa envolvida, incluindo Baldwin.

Em sua primeira grande entrevista desde o tiroteio, Baldwin disse em dezembro que lhe disseram que a arma não continha munição real, e foi instruído por Hutchins a apontar a arma na direção dela enquanto ela se preparava para filmar a cena.

Baldwin disse à ABC que não se sente culpado pela morte de Hutchins, acrescentando que começou a engatilhar a arma quando a bala disparou, mas não puxou o gatilho.

(Exceto pela manchete, esta história não foi editada pela equipe da NDTV e é publicada a partir de um feed sindicado.)



Source link

Leave a Comment